Valor passageiro?

9 07 2009

vpassageiro

Mas em nada tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do evangelho da graça de Deus. Bom seria que todas as pessoas pensassem assim, como paulo, mas em virtude de muitos fatores que nos assolam diariamente, como problemas, tribulações, preocupações e etc, a história acaba sendo outra. Acabamos não entendendo nada sobre a verdadeira vida e damos uma importância maior para as coisas desta terra, as coisas passageiras, e por conta disso acabamos voltando para a lama, lugar o qual nos encontravamos um dia, entramos em uma rotina a qual se parece muito com um pesadelo, algo pavoroso, mas não sentimos medo, ou melhor, nos acomodamos com isso, o tédio toma conta das nossas atitudes e ações, a vida programada parece que entra em cena ao invez da transformação e renovação das nossas pequenas e falhas mentes. Preferimos viver pelas razões desta terra, para obtermos bons resultados na mesma, do que viver para Cristo, dando o valor devido as coisas eternas. Pois, a eternidade já começou, se resume em uma pequena frase, “conhecer a Deus e ao seu filho, a quem enviaste”.

A comodidade representada pelo nosso conforto, pelas nossas atitudes rotineiras tem tomado espaço em grande escala, não apenas em nossas falhas vida, mas no coração da igreja, por muitas vezes. Vemos pastores e líderes acomodados, e por isso todo o rebanho, acomodados por terem a oportunidade de viverem no legalismo, condenando tudo o que vem de fora, e criando dógmas e regras pelas quais dizem viver. Mas será que dógmas, regras, leis ou religião poderão salvar alguém? Não é na Bíblia que está escrito: “Maldito seja todo aquele que viver pela lei”? Será que não estamos criando outras leis, que estão fora da Bíblia, leis de homens, leis que vem de um coração carnal, mas que dizem ter um poder para julgar no âmbito espiritual?

Deixemos de lado então, tudo aquilo que não vem de Deus, todo nosso egoísmo e todas áreas da nossa mente que estão voltadas para a criação de regras, deixemos então tudo o que nos pertence a essa vida, tudo aquilo que tem valor aqui nesta terra, aquilo que é ouro, ou prata, que o vento vem e leva, aquilo que não podemos levar conosco quando para o pó voltarmos. Guardemos então a fé, o amor e a esperança, dentre deles, sabemos que o amor é o maior, e que todas as outras coisas são provenientes dele. Tomemos então, nossa cruz, por amor, e vamos segui-lo!


Ações

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: